Pedal Compostela - Dia 2 13 de Novembro de 2017, 12:00

14 de outubro - amanheceu chovendo e frio e resolvemos dormir mais um pouco até que a chuva amenizou e restou uma garoa.

Por ocasião do café da manhã no ambiente do restaurante tocava uma música agradável, numa língua diferente, mas suave aos nossos ouvidos, quando resolvemos perguntar para a atendente de que cantor se tratava e ela informou, anotou na minha caderneta: Benito Lertxundi , que canta belas canções na língua basca – Euskera. No dia seguinte passamos por uma cidade na Província basca de Navarra que estava celebrando uma Festa da Língua Euskera.

Dormi mal entre a sensação de calor e frio (a coberta esquentava demais e sem ela sentia frio). O companheiro Toledo em certos momentos roncou intensamente.

Optamos em pedalar pela rodovia em razão do mau tempo reinante na região e dado ao relevo montanhoso e trilha com barro e lama (escorregadia).

Pedal Compostela - passagem sobre ponte

Ainda assim o Toledo acabou se assustando com um ônibus e escorregou na calha lateral da pista, caindo com a bicicleta sem maiores consequências além de entortar o bagageiro, que cedeu e os parafusos passaram a atritar com o pneu traseiro (situação que incomodou por bastante tempo até conseguir cortar um pedaço dos ditos parafusos).

Chegamos a Pamplona às 16 horas com tempo bom, agradável.
Tivemos tempo para consertar a bicicleta do Toledo, instalar para-lamas, regular, etc e passear pelas ruas de Pamplona. Pela noite caminhamos e fomos a ao Restaurante San Nicolás Jatetxea experimentar La Cocina Vasca, que estava ótima, bem o atendimento e preço justo.

Pedal Compostela - Pamplona

Também fomos ao Café Iruña – em El Rincón de Hemingway.
Hospedagem no Hotel Eslava, bem localizado e confortável. Bom café da manhã.

 

Assista ao vídeo sobre o segundo dia do Pedal Compostela: